Nas Olimpíadas de Tóquio, as competições de hipismo e pentatlo moderno contam com médicos-veterinários nas comissões técnicas. A utilização de equinos na pratica desses esportes é um dos destaques no Japão e em outros campeonatos dessas modalidades. Esses animais são tratados cada vez mais como atletas e submetidos a treinamentos, assim como seus cavaleiros, para melhorar o desempenho físico e mental.

Para conhecer um pouco mais sobre a rotina dos profissionais que cuidam desses valiosos animais, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) promove, na próxima quinta-feira, 5 de agosto, às 18h, (horário de Brasília), direto de Tóquio, uma live no instagram do CFMV com Rogério Saito, médico-veterinário da equipe da Seleção Brasileira de Hipismo (Salto) há 11 anos. O mediador será o médico veterinário Helio Cordeiro Manso Filho, conselheiro do CRMV-PE.

Rogério Saito vai contar sobre sua carreira e os desafios nos cuidados desses cavalos. Ele já participou três jogos panamericanos, três campeonatos mundiais, três copas do mundo e mais de 30 copas das nações. Esta é sua terceira olimpíada.

Os equinos, explica o médico-veterinário, exigem atenção peculiar e individual, com cuidados rigorosos, como treinamento, fluidoterapia, fisioterapia, tratamento de imunidade, alimentação, adequação ao ambiente, transporte, exames periódicos, medicação, quarentenas e cautela em relação ao comportamento e ao estresse.

O hipismo envolve competições individuais e em time. É o maior esporte praticado com cavalos no mundo inteiro, tendo sua estreia na Olimpíada de 1900. Atualmente três médicos-veterinários compõem as equipes de hipismo: além de Saito (salto), completam o grupo Paulo Eduardo Limongi (equitação) e Alexis Ribeiro (adestramento).

Conecte-se! Será às 18h, na quinta-feira (5) no Instagram do CFMV!