Para celebrar o Dia do Médico Veterinário, comemorado nacionalmente no dia 9 de setembro, o Conselho Regional de Medicina Veterinária e Zootecnia do Estado de Pernambuco (CRMV-PE) preparou uma programação especial para os profissionais: lives irão ao ar no dia 4 de setembro na fanpage do Conselho no Facebook (@crmpe) abordando temas da saúde única. Assim, você confere debates sobre Leishmaniose Visceral, Segurança do Alimento no Varejo e e acompanha as últimas novidades relacionadas à Esporotricose Animal e Humana. Este foi o jeito encontrado pelo CRMV-PE para levar informação e capacitação aos profissionais de forma democrática e segura em tempos de pandemia.
Para começar a programação, o médico veterinário Leucio Alves será o moderador do debate online sobre “Os desafios da Leishmaniose Visceral”, a partir das 15h, com a participação das veterinárias especialistas Juliana Galhardo, Claudia Agra e Roseane Oliveira. O debate foi pensado como uma forma de reforçar a Semana Nacional de Controle e Prevenção à Leishmaniose, criada pela Lei nº 12.604/2012 e realizada na segunda quinzena de agosto.
“No bate papo queremos debater e atualizar os profissionais sobre a epidemiologia, abordar as formas de diagnóstico, de tratamento e também as formas de prevenção e controle”, explica Leucio, que é PhD em medicina veterinária/parasitologia veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e pós-doutor em parasitologia e em biologia molecular pela Universidade da Georgia (EUA), tendo vasta experiência em doenças parasitárias de animais.
Segundo o Ministério da Saúde, a leishmaniose está presente nas cinco regiões do Brasil, atingindo 23 dos 27 estados da federação, com letalidade em torno de 7% e elevada concentração de casos entre crianças de até 14 anos.
Dando prosseguimento, às 17h30 entra no ar um debate sobre “Segurança do Alimento no Varejo e em Entrepostos”, sob o comando da médica veterinária Márcia Belo, especialista em controle de qualidade dos alimentos e diretora técnica da Consultechs Brasil, com MBA em gestão de pessoas e coaching, além de atuar como presidente da Comissão de Alimentos de Origem Animal do CRMV-PE. Para ampliar o debate, ela traz os convidados Karina Barbosa e Marcelo Gondim para uma conversa sobre as normas de segurança alimentar na comercialização de produtos de origem animal, um assunto que interessa bastante, principalmente, aos profissionais que desejam seguir carreira como responsáveis técnicos em entrepostos. São esses profissionais que devem decidir o que é apropriado para o consumo e condenar o que for impróprio, garantindo assim a comercialização de alimentos seguros.
Para fechar o dia, às 20h, a médica veterinária Roseana Diniz, professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e doutora em comportamento felino, atuando em clínica médica de cães e gatos e medicina veterinária do coletivo, além de ser presidente da Comissão de Ética, Bioética e Bem-estar Animal do CRMV-PE, aborda a problemática da esporotricose, uma doença subcutânea causada pelo fungo Sporothrix schenckii que tem deixado Pernambuco em alerta. Ela trará luz à relação da esporotricose com a proteção animal, abordando as limitações para o tratamento e controle dos animais. Por ser um problema da saúde única – ou seja, que envolve a saúde humana, animal e ambiental –, o debate traz como convidadas a farmacêutica-bioquimica Laura Teixeira da Costa, especialista em diagnósticos e incidência em humanos, que falará também sobre a ocorrência da esporotricose humana em pacientes atendidos no Ambulatório de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), e a médica veterinária Larissa Simionato Barbieri, mestra em epidemiologia de doenças infectocontagiosas, que abordará a esporotricose no contexto da saúde coletiva e de médicos veterinários de clínicas particulares.
Vale ressaltar que a programação de lives foi idealizada como uma substituta da tradicional Semana do Médico Veterinário, que, infelizmente, este ano não será realizada devido às medidas de combate e prevenção ao novo coronavírus (COVID-19), que proíbe, com razão, a formação de aglomerações, principalmente em locais fechados.
Dia do Médico Veterinário – O dia 9 de setembro foi escolhido para celebrar o Dia do Médico Veterinário porque foi nesta data, em 1933, que o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, assinou o Decreto Lei nº 23.133, que regularizou a profissão e o ensino da Medicina Veterinária em todo o Brasil. 87 anos já se passaram desde então e os avanços conquistados pela classe, como reconhecimento e espaço no mercado, são motivos de comemoração! E ainda há muito mais por vir. A luta continua!
 
Serviço – Debates online
Transmissão: Facebook do CRMV-PE (@crmvpe)
Quando: 4 de setembro
Horário: Leishmaniose Visceral, 15h / Segurança do Alimento, 17h30 / Esporotricose, 20h
Participação gratuita